Diferenças e vantagens do guarda-roupa compartilhado x consumo tradicional

“Legal essa história aí de consumo consciente, mas na prática, quais as vantagens do guarda-roupa compartilhado? E como esse negócio está colaborando com o planeta e me ajudando a economizar?”

vantagens guarda-roupa compartilhado

Fica tranquila, vamos começar pela definição pra gente pegar o jeito da coisa. Em primeiro lugar, quando falamos do consumo tradicional de roupas, logo nos vem a ideia de posse. Então pensamos naquela roupa que vai ficar anos e mais anos parada no nosso armário. Já o guarda-roupa compartilhado nos remete a outra palavra: acesso. Portanto, isso significa que a roupa não precisa ficar parada no seu armário para ser sua, ela pode ser nossa. 

A diferença básica você já entendeu, né? Agora vamos pisar em terras mais profundas, vem com a gente:

Guarda-roupa compartilhado x Consumo tradicional

Imagina uma camiseta de algodão. Pode ser aquela bem básica que grande parte das pessoas tem no armário. Para a produção dessa “brusinha”, foram emitidos cerda de 4kg de gás carbônico. 

Quer completar o look com uma parte debaixo? Saiba que 1 única calça jeans fabricada no Brasil consome em média 5.196 litro de água. 

Conheça o ciclo de vida do seu jeans com o Movimento Moda Pela Água!

Ou seja, o ciclo de vida de uma peça pode até começar na exploração da matéria-prima, mas tem muita mais pela frente. Além disso, desde o transporte e embalagem dos produtos, até a manutenção higienização e descarte das roupas, entendemos que esses impactos negativos são bem maiores do que estávamos imaginando né? Por outro lado, calma, nem tudo está perdido. Fizemos a conta da economia quando comparamos os dados com o consumo de roupas através do guarda-roupa compartilhado!

As vantagens do guarda-roupa compartilhado que ainda não te contaram:

Por exemplo, alterando a compra de 1 camiseta por mês durante 1 semestre, para o uso na Roupateca, você ajuda a reduzir a emissão de quase 24kg de gás carbônico!

Mulher de perfil cheira peça de roupa em frente ao corpo.

“E a calça jeans, Roupateca, quais são os impactos?” Você sabia que as mulheres brasileiras lideram o ranking de compra de calça jeans mensalmente? Em outras palavras, trocando a compra de 3 calças jeans em 1 ano para aproveitar peças similares no guarda-roupa compartilhado, estamos falando de economizar aproximadamente 15.500 litros de água!

Sendo assim, as diferenças entre guarda-roupa compartilhado e consumo tradicional não param por aí! Além do planeta, o bolso também agradece 🙂 Pensando nisso, estudamos a frequência de troca de 1 assinante que utilizou o plano 3 peças durante 1 semestre:

Nesse sentido, trocando suas roupas 2 vezes por mês durante os 6 meses, nossa assinante utilizou 36 peças diferentes! Consegue imaginar essa quantidade em grana na ponta do lápis? Então faz as contas: um acervo repleto de marcas nacionais, como Flavia Aranha e Paula Raia, em um valor mensal feito justamente para matar o desejo por novidade sem causar todos os impactos que já conhecemos. Está lembrada? Confira aqui qual o preço da roupa barata que compramos!

Como resultado, nessa brincadeira de compartilhar, todo mundo sai ganhando 😉 Descubra os planos disponíveis para fazer parte do nosso guarda-roupa compartilhado <3

Deixe um comentário