Dia do Consumo Consciente: um guia fácil para tornar da data uma prática constante

Dia 15 de outubro foi a data escolhida pelo Ministério do Meio Ambiente em 2009 para alertar as pessoas dos problemas sociais, econômicos, ambientais e políticos fruto dos padrões de produção e consumo excessivos.

roupateca-dia-do-consumo-consciente

                                                  Campanha Stella McCartney, 2017

Mas a gente aqui bem sabe que para que esse compromisso seja de fato efetivo, é fundamental transformar o dia do consumo consciente em toda uma rotina mais sustentável, né? Por onde começar então? Nosso guia prático relembra que são as escolhas diárias que tornam o consumo consciente uma prática mais presente na nossa vida. Sim, a resposta é perguntar!

Comece por aqui -> Por que estou comprando? “Eu preciso da blusinha que vi na vitrine, no Instagram da influencer que eu sigo, ou é impulso?” “Essa peça de roupa supre uma carência específica ou trata-se de uma demanda emocional?”

Respirou fundo e viu que precisava mesmo? Sigamos em frente -> O que estou comprando? “Esse produto (maquiagem, roupa, móvel, insira aqui sua necessidade!) atende a minha necessidade ou tem desperdício envolvido?”

Paralelo a pergunta acima, adicione no combo -> De quem estou comprando? “A marca que eu escolhi fala sobre seus processos com transparência?” “Está preocupada com sustentabilidade?” “Está interessada em projetos para um futuro mais consciente?”

Ufa, encontrou! Produto/serviço em mãos, e agora? -> Como usar? “Como prolongar a vida útil deste produto?” “Como posso reparar depois das ações do tempo?” “Como ser criativa e reutilizá-lo na sua vida prática?”

Por fim (mas não menos importante, anota aí!) -> Como descartar? “O que farei com essa peça quando não for possível reaproveitá-la?”

roupateca-dia-do-consumo-consciente

                                                                                  Ilustração: Mollie Makes

E você, também tem feito perguntas? Compartilhe conosco! 

Deixe um comentário